Tempestade de ideias

Lia Ernst Hans Gombrich. Encantado com Leonardo da Vinci, ao anoitecer de uma tarde amazônica. Absorto. Os olhos em “Estudos anatômicos”, laringe e perna, de 1510. Quanta perfeição! Pura arte e anatomia nunca vistas. A última ceia. Mona Lisa. Os olhos deslizam das páginas. À esquerda. Clarões, nuvens, luzes. Sinalizadores do pássaro de aço que da Vinci idealizara. Os olhos voltam-se para as páginas. Mona Lisa. Uma força me impele a erguer os olhos. Duas mãos estendidas por sobre a poltrona 10A chegam a me assustar. O sinal da presença humana tirou-me dos momentos de transe total nos quais vivia cada detalhe de Gombrich sobre da Vinci. A respiração oscilou o ritmo. Um rosto de menina surge entre aquelas mãos, na altura dos cotovelos, lança-me um sorriso terno, infantil e diz; “Tio, porque o senhor deixa aquilo aberto?” e dirige o braço direito para a janela da poltrona 11A na qual eu estava sentado. “É para olhar a nuvens e curtir essa sensação de liberdade”. Sorri. Ela sorriu. “Tomei um susto com as suas mãos”. Ela abriu ainda mais o sorriso. CONTINUA!

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Beijo, beijos

Gosto de queijo,
Desejos
Degustação.
Limão, sal e mel
A boca saliva
Tem gosto de fel
Quando é traição.
Jesus que o diga
Ninguém o ajuda
Se for com o gosto
Do beijo de Judas.
Contar bactérias
É coisa de leso
Se há tesão?
Que nos contamine
Cheio de explosões
Feito Kundaline.
Que esse gosto eu quero
Na cara, no rosto
Por todo o corpo.
Que a tua língua
Domine a minha.
Que ganhe as ruas
Eu sem as roupas
Você sem as suas
E que o mundo aprenda
Com o nosso desejo
A essência do beijo.
 
Visite também o Blog de Educação do professor Gilson Monteiro e o Blog do Gilson Monteiro. Ou encontre-me no www.linkedin.com e no www.facebook.com/GilsonMonteiro.

Um comentário:

  1. Professor inspirado hoje com o dia do beijo né? Parabéns, muito legal!

    ResponderExcluir